quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Quinta-feira.

A multidão a assustou.Não estava mais acostumada com grandes aglomerados de gente alegrona.Sentou desconfiada em uma mesinha meticulosamente arrumada,aquele lugar parecia pronto pra ela.Pediu a primeira dose,e observou o lugar.Acendeu seu cigarro,tragou a fumaça sempre pesada e pôs- se a cantarolar a canção daquele velho bar.Sorrisos,piscadelas e convites pra mais tarde.Ela não queria nada disso.Queria ficar ali,beber e retornar pra casa solitária,apenas com a sua leve embriaguez e possíveis utopias que sabia nunca alcançadas
Um velho blues,sonhos desfeitos e aquele sorriso descabido bastavam-lhe de companhia.Sem abraços.Sem beijinhos ou qualquer coisa que a fizesse lembrar..Estava cansada,envolvida por ébrios pensamentos e nada a tiraria desta grande ilusão.
Resolve seguir em frente,pega a bolsa e levanta-se rapidamente da cadeira.Sente um leve puxão em seu braço,desvia o olhar e depara-se com a personificação de tudo o que sonhara:doce,suave e lábios lascivos.Deixa-se levar pelo embalo,sorrisos,convites pra um domingo no parque,planos de uma semana intensa.
E o que era uma simples quinta-feira monótona,torna-se uma possível(e deliciosa) aventura.Sem planos.Sem sonhos.Sem promessas.E não era enfim o que ela procurava?

5 comentários:

Anso disse...

Qual era o blues q tocava? consegui imaginar os olhos depois do tudo q sonhara, mas foi só aí pq o blues pareceu ter só um acorde! Sim, e o domingo no parque naum tem exemplos bons, o Gil uma vez nos disse q o João matou o Zé por lá! Ei como faço pra te conhecer?

Rodrigo Azevedo disse...

quero ficar aqui, beber e retornar para a casa solitário, somente eu e eu mesmo!

gooostei!

Matheus disse...

interessante.
enfim o que ela procurava?
prevalecera a pergunta de uma mente tão confusa

Agostinho Lopes disse...

"Viajei" junto contigo na dsscrição da cena... Tens estilo. Parabéns!

AriFilho disse...

"E não era enfim o que ela procurava?"

Ah, os acasos do ocaso! Achar o que não se está a procurar, mesmo sendo exatamente isso o que se quer...