domingo, 22 de março de 2009

Mais uma vez.

-Uma dose de carinho, por favor. Dupla. Sem gelo.

Foi assim que dirigiu-se ao garçom, que não entendeu nada, balbuciou algo e saiu em seguida, voltando com o pedido repetido. Vodka. Pura. Duas pedrinhas de gelo pra não queimar tanto. Arder tanto. Dilacerar tanto.

Rodopiou o copo entre os dedos, cantarolando 'love is a looooosing game'. Pausa. Respiração abafada. Lágrimas.

Observou tudo á sua volta. Os sorrisos. O charme. Os convites pra mais tarde.
Acendeu seu cigarro. Suspirou profundamente e tragou aquilo que se tornara um constante companheiro.
Remexeu-se na cadeira tentando acordar seu caos interior, tentando explodir o que estava estagnado.
Mera tentativa. Descasos do acaso. Causas do caso. Confusão.

Não venderiam amor-próprio? O tal carinho a essa altura não lhe era mais interessante.
Ou ainda uma dose bem avantajada de desapego.
Mais suspiros. Mordidas nos lábios.

Fim da noite. A lua é a nova companheira, que ilumina seu caminho até seu canto. Só. Mais uma vez...


'Though I’m rather blind
Love is a fate resigned
Memories mar my mind
Love is a fate resigned..'

[Love is a losing game-Amy Winehouse]

7 comentários:

Música e caipirinha disse...

adorei !

Gui Trento disse...

maravilhosamente, triste.

Bruna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruna disse...

ficou lindíssimo!emocionei!te senti!"...I've had a hole in my heart for so long
I've learned to fake it and Just smile along
Down on the street
Those men are all the same
I need a love
Not games
Not games"
Dou-lhe um abraço daqueles quando chegar aqui,monstra!

Caminheiro Pensador disse...

Muito bom Fran...

Com ou sem doses, que o sentido da vida seja encontrado pela personagem. :P

Dá uma passadinha por lá no meu blog...Bjos

Anso disse...

O sentido foi encontrado, só a compreenção q tem uma interrogação!
porém os vendaváis naum levam os rochas fincadas!
sim, e o q vem depois do fim da noite?